A clínica NeuroMais aposta numa equipa de profissionais de várias áreas com experiência que se complementam, e que pretendem dar respostas aos mais diversos desafios clínicos, quer para crianças, adultos ou seniores.
Avaliação, Intervenção e Acompanhamento são os nossos pilares.

Especialidades
  • A Psicologia é a ciência que estuda o comportamento, os processos mentais e a relação entre eles. É a área que procura compreender o comportamento humano; assim como, ao mesmo tempo, explora no indivíduo conceitos tais como cognição, atenção, emoção, inteligência, motivação, personalidade, funcionamento do cérebro humano, comportamento, relacionamento interpessoal, entre outros.


    [...]

    Que sinais de alerta o podem levar a procurar o psicólogo (a)?

    • Atraso no desenvolvimento;
    • Isolamento/solidão;
    • Sentimentos de tristeza, apatia ou desinteresse;
    • Ansiedade/depressão;
    • Baixa tolerância à frustração;
    • Medos excessivos;
    • Falta de concentração nas atividades;
    • Desempenho lento na realização dos trabalhos;
    • Comportamentos desadequados;
    • Comportamentos desviantes;
    • Entre outros sinais que o possam preocupar.
  • A Psicopedagogia estuda todas as áreas do processo de ensino e aprendizagem de crianças, jovens e adultos. Recorre aos conhecimentos da psicologia e da pedagogia para analisar comportamentos, de forma a identificar, compreender e alterar sintomas de dificuldades na aprendizagem e por sua vez, lidar com os conflitos cognitivos e emocionais que afetam o processo de aprendizagem. Tem como objetivo identificar e compreender os problemas e dificuldades de aprendizagem, permitindo enfrentar os obstáculos ocorridos ao longo do percurso escolar.


    [...]

    Que motivos podem desencadear a procura de ajuda nesta área?

    • Dificuldades de concentração e comportamento hiperativo;
    • Falta de atenção;
    • Fraco no desempenho escolar/ descida de notas;
    • Dificuldades em ler, escrever ou fazer contas;
    • Dificuldade em fazer os trabalhos de casa;
    • Desinteresse pela escola;
    • Ansiedade face ao estudo e à escola;
    • Dificuldade em adotar bons hábitos de estudo;
    • Elevada desorganização;
    • Dificuldade na assimilação de conteúdos;
    • Problemas de socialização com os colegas.
  • A Terapia da Fala é uma área da saúde que atua na prevenção, avaliação, intervenção e estudo científico das perturbações da comunicação humana, não só ao nível da compreensão e expressão da linguagem oral e escrita. Intervém ainda ao nível da deglutição, bem como das perturbações com elas relacionadas. O profissional de terapia da fala intervém em indivíduos de todas as idades (recém-nascidos, crianças, jovens, adultos ou idosos), tendo ainda um papel fundamental em crianças e jovens em idade escolar na intervenção da leitura e da escrita, na potencialização da comunicação e na gaguez.


    [...]

    Se observar alguns destes sinais de alerta, procure um técnico especializado na área!

    • Tem 2 anos ou mais e não fala nem constrói frases;
    • Não entende o que lhe é dito;
    • Troca, distorce ou omite sons nas palavras;
    • Fala pelo nariz;
    • Baba-se com frequência;
    • Dá muitos erros na escrita;
    • Não compreende o que lê;
    • Tem voz rouca ou esforça-se para falar.
  • A Terapia Ocupacional é uma área da saúde que atua no tratamento e reabilitação de pessoas de todas as idades, de modo a facilitar e capacitar para a realização das atividades do dia-a-dia que as mesmas deixaram de poder fazer por força de alguma condição clínica (motora, cognitiva, emocional ou social), condições essas que podem estar presentes desde o nascimento, serem desenvolvidas com a idade ou resultarem de um acidente, doença ou lesão.


    [...]

    Que sinais de alerta o deverão preocupar?

    • Necessidades Educativas Especiais;
    • Hiperatividade e défice de atenção;
    • Autismo;
    • Dificuldades de aprendizagem;
    • Perturbações emocionais;
    • Dificuldades na interação;
    • Tem dificuldades em usar o lápis ou a tesoura;
    • Agressividade;
    • Não explora brinquedos.
  • A Nutrição é a especialidade que se ocupa da prevenção e tratamento de doenças através de uma alimentação saudável e equilibrada. É direcionada ao tratamento de diversas patologias, tendo ainda como foco a área pediátrica, que tem por objetivo, avaliar o estado nutricional das crianças, dos seus hábitos alimentares e estilo de vida através de uma orientação personalizada na prevenção ou tratamento de desequilíbrios na idade pediátrica, bem como aprender a comer.


    [...]

    Que situações e motivos o podem levar à consulta de nutrição?

    • Se sofre da Síndrome do Intestino Irritável;
    • Obesidade/Obesidade Infantil;
    • Excesso de peso na gravidez/nutrição da gravidez;
    • Intolerâncias alimentares;
    • Doença celíaca;
    • Emagrecimento/dietas;
    • Dislipidemias (colesterol, triglicéridos elevados, etc.);
    • Anemia;
    • Diabetes;
    • Alimentação na prática desportiva.
  • "Holística" tem origem no grego "holos", que significa "todo" ou "inteiro".

    A Nutrição Holística preocupa-se com a alimentação considerando os aspectos físicos, mentais, emocionais e espirituais. Consiste em criar sinergia entre vários aspectos das nossas vidas para que a saúde e bem-estar sejam manifestados. Tem como propósito equilibrar e nutrir mente e corpo para uma vida mais saudável.

    Para a Nutrição Holística, saúde plena e peso ideal são consequências de um estilo de vida respeitando sempre a bio-individualidade de cada pessoa.

    Nutrição & Nutrição Holística são distintas, mas podem complementar-se!! Conheça mais sobre esta Simbiose.


    [...]

    Para que necessidades a Nutrição Holística tem resposta?

    ? Preciso perder peso mas já fiz muitas dietas que não resultaram

    ? Penso em comer a toda a hora, já não sei controlar a minha fome.

    ? Cumpro todas as dietas, mas depois recupero o que perdi.

    ? Já não sei o que devo ou não comer e quando?

  • A homeopatia é uma forma de terapia desenvolvida pelo médico, químico e pesquisador alemão Samuel Hahnemann (1755-1843). O nome homeopatia deriva das palavras gregas “homeos” (semelhante) e “pathos” (patologia, doença).

    O objetivo do tratamento homeopático não é apenas de tratar a patologia (doença), mas sim tratar a causa de todo o distúrbio, ou seja, o homeopata trata a pessoa como um todo e não apenas a doença ou sintoma físico.


    [...]

    Um Homeopata segue um processo sistémico e detalhado entender o paciente. Isso vai permitir compreender a verdadeira causa da doença e da sua manifestação naquela pessoa específica, procedendo a um tratamento perfeitamente ajustado e individualizado àquele paciente.

    Esta é a principal vantagem da homeopatia, o tratar a raiz do problema, o que permite tratar não só a queixa ou sintoma expressa pelo paciente, mas também provocar uma melhoria global com efeitos de longo prazo. Tudo isso usando um tratamento não-invasivo, suave, sem efeitos colaterais e adaptável a todas as situações clínicas.

    Que situações e motivos o podem levar à consulta de homeopatia?

    • Alergias, Asma, Bronquite, Rinite alérgica, Sinusite
    • Problemas gastrointestinais, Gastrite, Úlceras, Prisão de ventre
    • Stresse, Depressão, Perturbações Psiquiátricas, Ansiedade, Síndrome do pânico, Perda de memória
    • Melhorar imunidade
    • Alzheimer
    • Parkinson
    • Diabetes
    • Osteoporose
    • Artrite Reumatoide
    • Doenças Autoimunes
    • Fibromialgia
  • O shiatsu é uma prática milenar que consiste numa massagem em que é aplicada pressão em pontos estratégicos do corpo. A estes pontos, precisamente os mesmos utilizados na acupuntura, dá-se o nome meridianos.


    [...]

    Esta técnica baseia-se nos princípios da medicina tradicional oriental e, como tal, vê o ser humano como uma espécie de sistema completo, no qual existe um constante movimento de energias.

    Que benefícios para a sua saúde pode obter com a consulta de shiatsu?

    • relaxamento;
    • melhorar a postura física e aliviar tensões musculares;
    • melhorar a circulação sanguínea e a respiração;
    • facilitar a retirada de toxinas do organismo;
    • melhorar o estado emocional do paciente;
    • diminuir a ansiedade e/ou a fadiga e restabelecer energia;
    • reduzir as dores menstruais;
    • aliviar dores de cabeça;
    • prevenir problemas nos ossos;
    • melhorar o funcionamento intestinal;
    • ajudar na cura de constipações;
  • Hipnose Ericksoniana faz parte das terapias breves reconhecida pela O.M.S. (Organização Mundial da Saúde).

    Depois de vários estudos ao longo dos séculos, está comprovado que a hipnose é um estado perfeitamente natural que permite aceder a potenciais particulares.


    [...]

    O transe é um estado onde aprendizagem e abertura á mudança pode produzir-se mais facilmente. Não depende dum estado de sono induzido: os sujeitos nunca estão despossuídos do controlo deles e podem a qualquer momento decidir interromper por vontade própria ou por questão de segurança. Criar um estado hipnótico é uma forma privilegiada de pôr uma pessoa em relação com funcionamentos internos, conhecimentos e entendimentos que não estão acessíveis num estado habitual. Por isso os estados hipnóticos são meios poderosos que facilitam tomas de consciência e mudanças.

    Atualmente a hipnose está integrada na terapia individual e familiar formando em conjunto com a PNL (programação Neurolinguística) a base da psicologia moderna.

    Que situações e motivos o podem levar à consulta de hipnoterapia?

    • Ansiedade, ataques de pânico, fobias (sociais, andar de avião, da água, de animais, medo de exames ou de falar em publico);
    • Luto, ansiedade (provocada por divorcio ou separação), traumas na infância, traumas sexuais, traumas provocados por acidentes;
    • Tratamento de dor (crónica ou aguda);
    • Deixar de fumar, emagrecimento, deixar de roer as unhas (mudança comportamental)

Clínica
Corpo Clínico
PATRíCIA MONTEIRO

Licenciada em Psicopedagogia Clínica e com Mestrado em Trabalho Social e Intervenção Socioeducativa, intervém como Psicopedagoga Clínica com crianças e jovens em contexto clínico e institucional. É Formadora no âmbito de áreas como educação, psicologia e desenvolvimento pessoal.

Colaborou igualmente nestas áreas em contexto hospitalar e institucional junto de crianças e adolescentes com doença oncológica, bem como intervém e faz acompanhamento de crianças e jovens em risco institucionalizadas em Centro de Acolhimento Temporário (CAT).

Colabora com a Cliníca NeuroMais desde 2017, assumindo a sua Direção Clínica em 2020, procurando valorizar a sensibilização para a importância do acompanhamento precoce para um crescimento saudável.